Grupo Mulheres do Brasil

Vacina Já Amapá: projeto visa ampliar a vacinação contra COVID-19 no Estado

Foto de Susana Veja todos os posts de Susana Vacina Já Amapá: projeto visa ampliar a vacinação contra COVID-19 no Estado

O Grupo Mulheres do Brasil, em  mais uma iniciativa em prol da conscientização e mobilização para ações coletivas e efetivas a favor da saúde pública, anuncia o Projeto Vacina Já Amapá – A  luta contra a COVID-19não pode parar!, integrando o treinamento de profissionais de saúde atuantes nas salas de vacina de 16 municípios do Estado e uma campanha educativa de conscientização da população, incluindo os ribeirinhos e indígenas.

A iniciativa, que acontece de julho até dezembro de 2022, conta com o apoio técnico da Fiocruz Bio-Manguinhos e parceria do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Amapá e da Secretaria de Estado da Saúde do  Amapá, com financiamento da USAID (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional), NPI EXPAND (New Partnerships Initiative), Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) e a SITAWI Finanças do Bem.

No mês de julho, uma comitiva do Grupo Mulheres do Brasil e da Fiocruz realizam em Macapá o treinamento das primeiras equipes de profissionais de saúde da região.

“Mais do que a aplicação da vacina, o treinamento visa o conhecimento de todo o sistema que compreende o fluxo da imunização, desde recebimento, manuseio, armazenamento na cadeia do frio e a devida notificação das doses aplicadas”, relata a Dra. Glória Brunetti, médica infectologista e paliativista, consultora especialista do Projeto Vacina Já Amapá.

O projeto conta ainda com a doação ao Estado de uma voadeira, pequena embarcação à motor, ampliando o acesso das equipes de saúde às comunidades ribeirinhas, quilombolas e aldeias indígenas para garantir de forma segura e hábil a vacinação para esta população. 

Logo após os treinamentos, que ocorrem nas semanas de 18 a 28 de julho, tem início a disseminação da campanha educativa para a população, compondo mensagens-chaves sobre a importância da adesão à vacinação contra a COVID-19, incluindo cartazes e jingles de veiculação em bicicletas, carros de som e rádios locais. 

“Temos orgulho do nosso histórico de conquistas na luta contra a COVID-19 e seguimos, agora em um projeto voltado ao Estado do Amapá, focados na mobilização de ações concretas que viabilizem o acesso da população à vacinação, para evitar o contágio pelo vírus”, complementa Fabiana Peroni, coordenadora do Projeto Vacina Já Amapá pelo Grupo Mulheres do Brasil.


O cenário atual da vacinação contra COVID-19 no Amapá:

*dados de junho 2022 – Governo do Amapá

1.216.691 doses de vacinas aplicadas em todos os 16 municípios do Estado.

No Amapá, a população vacinável é de 781.594 pessoas e possui 73,77% deste número vacinado com a 1ª dose. Porém, quase 20% desse total, não voltaram para completar o esquema vacinal com a 2ª dose.

O Projeto Vacina Já Amapá – contra a COVID-19 em números:

Na prática, serão atendidas 231 Unidades de Saúde, incluindo 73 Clínicas de Saúde, 132 Unidades Básicas de Saúde, 14 Clínicas de Saúde Indígenas, 12 Ginásios de Saúde, com materiais educativos e incentivo à vacinação.

Para o curso “Capacitação de Monitores em Programas de Imunizações – Salas de Vacina”, ministrado pela Fiocruz, dividido em duas turmas, são esperados 40 profissionais de saúde.

Com o objetivo de aumentar em pelo menos 20% a cobertura vacinal do Estado do Amapá, o Projeto prevê acelerar o acesso, amplo e igualitário, à vacina contra a covid-19, bem como a sua aplicação segura, reduzindo a morbimortalidade da doença, mitigando sua transmissão e fortalecendo o sistema público de saúde.

Sobre o PPA Solidariedade

A USAID, a Palladium/NPI EXPAND, a Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) e a SITAWI Finanças do Bem se uniram para criar uma parceria para apoiar a Resposta à COVID-19na Região Amazônica brasileira. A “PPA Solidariedade: Resposta à COVID-19na Amazônia Fase 2” é uma iniciativa que engaja organizações da sociedade civil (OSCs) em parcerias estratégicas para alavancar soluções inovadoras e escaláveis para fortalecer a resposta rápida a emergências e ao combate a COVID-19. Entre 2020 e 2021, a primeira fase da PPA Solidariedade distribuiu mais de 23 mil cestas básicas e kits de higiene, capacitou mais de 500 agentes comunitários de saúde, doou mais de 1,4 milhão de máscaras feitas por costureiras locais e divulgou mensagens educativas de prevenção para mais de 875 mil pessoas na região. Esta nova fase da iniciativa está promovendo maior resiliência das comunidades amazônicas através do apoio amplo a vacinação contra a COVID-19, campanhas de informação e combate à fake News, e apoiando os sistemas locais de saúde na região com equipamentos e insumos para detectar, prevenir e controlar a transmissão de COVID-19, bem como realizar o acompanhamento de casos agudos de COVID-19e tratar as sequelas de síndrome pós-COVID-19.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.