Grupo Mulheres do Brasil Igualdade Racial

Sankofa: volte e pegue

Susana

Por Márcia Batista

“Retornar ao passado para ressignificar o presente e construir o futuro” (Abdias do Nascimento)

Sabe quando você tem uma ideia, numa conversa despretensiosa e isto gera um movimento lindo? Então, foi assim que nasceu o grupo de estudos sobre a negritude Sankofa! Denise Silva, sempre intrigada e buscando conhecimento de maneira incessante comentou com mais duas amigas, igualmente pretas, que gostaria de propor alguns encontros para estudarmos juntas a negritude e assim o aprendizado ficaria mais divertido e rico.

Já fazíamos parte do Comitê de Igualdade Racial, então levar a ideia para o Grupo Mulheres do Brasil foi um caminho mais que natural, era óbvio. E o grupo que começou com a inquietude de 1 mulher, hoje conta com 51 mulheres e crescendo a cada dia.

Nossos encontros acontecem no segundo sábado de cada mês, das 10h às 11h30, a cada mês um tema diferente, com um(a) convidado(a), uma mediadora e a escritora, que vai deixar registrado os principais pontos estudados em cada encontro.

No primeiro encontro falamos sobre o livro “Quando me descobri negra”, da autora Bianca Santana, e a discussão foi conduzida pela idealizadora do grupo Denise Silva. Posteriormente, tivemos a honra que de receber o autor do livro “O Branqueamento do Trabalho”, do Dr. Ramatis Jacino.

A África contemporânea também teve o seu lugar de destaque, sendo desvendada para nós ao olhar da grande especialista no tema: Sauanne Bispo. O mais recente encontro, teve como foco um assunto que vem causando muito reboliço nas redes: o ‘colorismo’, usando como base o texto de Sueli Carneiro, em um encontro conduzido por Giszele Silvia, uma das mulheres que participou da construção deste grupo.

E esse é só o começo, vem muita coisa por aí!

Nosso nome, nossa identidade…

Se você está curioso(a) para saber como e por que o nosso grupo foi batizado de Sankofa, saiba que a escolha se deu a partir de uma votação, na qual todas participaram e tiveram suas vozes reconhecidas.

Ficamos todas muito satisfeitas com a escolha do nome Sankofa, porque acreditamos que ele tem o significado perfeito e representa em uma só palavra o nosso objetivo! Ficou curioso(a)? Veja abaixo o um trecho retirado da Wikipedia explicando o nome e o conceito por trás deste nome tão marcante!

“Sankofa é um ideograma presente no adinkra, conjunto de símbolos ideográficos dos povos acã, grupo linguístico da África Ocidental. Pode ser representado por um pássaro com a cabeça voltada para trás ou também por forma composta de duas voltas justapostas, espelhadas, formadas por volutas contíguas em sentidos opostos, resultando numa forma semelhante ao laserpício (“forma de coração”). Em sua etimologia, o termo sankofa pode ser traduzido literalmente como “volte e pegue” (san – voltar, retornar; ko – ir; fa – olhar, buscar e pegar).”

Fonte: Wikipedia (https://pt.wikipedia.org/wiki/Sankofa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *