Combate à violência contra a mulher

Programa Pelo fim da Violência contra a Mulher

Foto de Susana Veja todos os posts de Susana Programa Pelo fim da Violência contra a Mulher

Por Comitê de Combate à Violência contra a Mulher

O Ministério Público do Trabalho e o Grupo Mulheres do Brasil firmaram um convênio de cooperação técnica para criação, desenvolvimento e implementação do Programa Pelo Fim da Violência Contra a Mulher.

O Programa pretende estimular a formação de uma rede de pessoas, instituições e empresas apoiadoras, que unirão esforços para promover a conscientização e a superação da violência de gênero e violência doméstica, por meio de ações relacionadas ao trabalho, direcionadas às mulheres em situação de violência, bem como seus familiares.

Entre as ações que serão desenvolvidas estão a promoção da empregabilidade das mulheres em situação de violência, o aconselhamento psicológico e a orientação profissional, apoio econômico, oferta de cursos, adoção de políticas de enfrentamento à violência de gênero (incluindo o combate e a prevenção ao assédio moral e sexual) dentro dos ambientes laborais das empresas apoiadoras do programa, dentre outros.

“O convênio é uma oportunidade de amplificar articulações a partir de experiências locais, aproximando parceiros e fomentando boas práticas na área do acolhimento às mulheres em situação de violência”, afirma Elizabete Scheibmayr, uma das líderes do Comitê de Combate à Violência do Grupo Mulheres do Brasil.

De acordo com a líder, a atuação articulada das duas instituições permitirá ampliar a oferta de oportunidades de trabalho relevantes que propiciem o rompimento do ciclo de violência.

3 respostas para “Programa Pelo fim da Violência contra a Mulher”

  1. Regina Helena Brito de Souza disse:

    É tudo que precisamos de uma Rede forte para romper o Ciclo de Violência às Mulheres!

  2. Marta disse:

    Sou Marta Azarias Cruz resido em Bauru cidade do interior do Estado de São Paulo, como coordenadora de políticas públicas para mulheres na minha cidade, penso que a solução para a violência contra a mulher está atrelada a dois fatores predominantes:
    Em 1 lugar levar esta proposta para as escolas onde tudo começa, precisamos atacar a base! Estabelecer uma nova cultura ensinar para nossos meninos o respeito e para nossas meninas a valorização de si. Fazendo assim vamos proteger as futuras gerações desta violência que já é uma pandemia, que não existe vacina contra, mas existe a aplicação de uma nova cultura como a “Cultura da Paz”.
    Em 2 lugar como ação rápida precisamos empoderar, esta mulher tirando-a das mãos do agressor, lhe ofertando estudo, trabalho, inspirando nela força através de cursos de capacitação e abrindo-lhes portas com investimentos e recursos, para que ela se sinta protagonista de sua história e carreira!!

  3. Paula motta disse:

    Quero ajudar essa causa de alguma forma. Seja palestrando , orientando .Desenvolvendo ideias e soluções.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.