Expansão Grupo Mulheres do Brasil Inglaterra Londres

Lançamento do Núcleo Londres reúne mais de 300 pessoas

Foto de Susana de Souza Veja todos os posts de Susana de Souza Lançamento do Núcleo Londres reúne mais de 300 pessoas

*Texto enviado pela jornalista correspondente em Londres, Yula Rocha

“Nunca duvide da capacidade de um grupo pequeno, cheio de ideias e comprometido em mudar o mundo”

Foi com esta frase da antropóloga americana Margaret Mead, que o professor Gareth Jones, diretor do Centro para América Latina e Caribe (LACC), da London School of Economics (LSE), em Londres, abriu o palco da nossa noite de lançamento. No mesmo espírito do Grupo Mulheres do Brasil, que começou com apenas 40 mulheres ambiciosas por mudança em São Paulo, há seis anos, e hoje conta com 36 mil pelo mundo e continua sua expansão.

A cantora lírica Gabriella de Laccio, convidada especial da noite, emocionou a plateia – Foto: Divulgação

A convidada especial da noite, uma das mais respeitadas cantoras líricas, a brasileira Gabriella di Laccio também saiu em defesa do empoderamento das mulheres. Antes de cantar, ela dividiu com a plateia seu projeto pessoal “Donne – Women in Music”, que visa resgatar a história das mulheres na música, a imensa maioria delas desconhecida do público.  Já são seis mil mulheres catalogadas que atuaram como cantoras ou musicistas, desde o século XI aos dias de hoje.

“Mais importante que minha voz, é dar voz à outras mulheres”, disse Gabriella. Ela nos presenteou prestando uma homenagem à brasileira Chiquinha Gonzaga (1847-1935), que fazia aniversário justamente no dia do lançamento do Núcleo Londres, em 17 de outubro.

À capela e sem microfone, a soprano cantou “Lua Branca” e fez muita gente chorar, de um  auditório praticamente lotado. Foi ovacionada de pé.

As líderes do Grupo convidaram mais mulheres a se juntarem ao movimento – Foto: Divulgação

As líderes do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Londres, Daniela Barone Soares, Maria Antonia de Carli e Camila Kern, convidaram as mulheres da plateia a se juntarem ao Núcleo – que hoje já conta com mais de 350 participantes cadastradas. Desde a sua criação, há cerca de um ano ao lançamento oficial, o Núcleo promoveu muitas ações nas áreas de empreendedorismo (palestra de especialistas e facilitação para abertura de negócios), cultura (visita a museus e exibição de filmes), saúde e bem-estar (sessão mensal de meditação) violência contra a mulher (conversa sobre leis e direitos das mulheres em caso de abuso). Com mais mulheres engajadas às causas, o Núcleo é capaz de muito mais e, durante a semana do evento de lançamento, houve a sinalização de apoio de potenciais colaboradores às nossas causas.

Coube a Lilian Leandro, diretora de expansão e líder do Comitê Expansão, apresentar a estrutura do Grupo Mulheres do Brasil e a mensagem institucional de uma organização suprapartidária, apolítica e a favor das mulheres. Ela falou sobre três premissas: a “cola”- ou o que nos leva a trabalhar juntas, a persistência em correr atrás e a plenitude de ver os resultados pelo bem comum.  Lilian e as madrinhas do núcleo Margaret Groff e Renata Ramalhosa, ajudaram no nascimento deste projeto na capital Britânica e que a partir de agora alça voos solos.

Lilian Leandro, durante sua explanação – Foto: Divulgação

Mas, para começar a voar era preciso o “batismo” de Luiza Helena Trajano, presidente do Grupo Mulheres do Brasil, que cumpriu uma agenda intensa de compromissos em Londres, acompanhada de 25 mulheres de todo o Brasil que vieram na comitiva.

Com imensa capacidade de se conectar com o público por sua simplicidade, história de vida e executiva sempre à frente de seu tempo, Luiza arrancou aplausos ao defender o sistema de cotas para mulheres no mercado de trabalho, negros e deficientes. Ela também apoia o programa bolsa-família como forma de reduzir a imensa desigualdade no Brasil. “Só vamos reduzir violência, por exemplo, quando dermos emprego”, disse a empresária.

Luiza Helena Trajano, presidente do Grupo Mulheres do Brasil – Foto: Divulgação

Uma resposta para “Lançamento do Núcleo Londres reúne mais de 300 pessoas”

  1. Elenir Ferreira Cunha disse:

    Sinto-me encantada e gratificada com a atuação, expansão e consistência do Grupo Mulheres do Brasil. Sinto-me feliz por ter me filiado hoje.
    A minha filha Sarah também filiou-se.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *